caminho de iniciação

prática espiritual

incorporação

música sagrada






deutsch | english | português

A música nas Giras

Qual é a diferença entre a música sacra e a profana? Um mestre sufi responderia a esta pergunta muito simplesmente que ele não toca para as pessoas mas somente para Deus.
 
Na Terra Sagrada é um pouco diferente porque aqui a música está a serviço dos deuses e das pessoas -  e de muitos outros.
 
A música cria com atabaques, sino, ganzá e canto uma atmosfera especial. Esta pode ser em cada gira diferente, ela resulta da interação entre as entidades que trabalham, a composição dos convidados e a intuição dos músicos.
 
A música apoia os kekerês e a entidate principal na condução do ritual. Através da música são chamadas (e depois despedidas) as forças desejadas. Quando os convidados visitam a uma entidade a música serve de pano de fundo para criar um espaço de privacidade e segurança. Uma função importante do atabaque é ainda a descarga de energias negativas.
 
E da mesma maneira que para os sufis, a música sacra na Terra Sagrada serve também para honrar e mostrar o apreço às forças divinas.
 
Coordenação e direção da música sacra: Hans-Peter Hufenus, Alabê
 

Flash is required!