coisas de áfrica

terreiro

orixás

entidades

rituais






deutsch | english | português

O mistério dos Orixás

Talvez a idéia de dedicação não seja mais um conceito moderno. Muito menos ainda a dedicação a uma dimensão mística da existência. E no entanto os Orixás não são nada menos do que o Sagrado que habita nas forças da natureza, os numina . Elas são princípio, agentes da vida, mistério.
 
Visível ou invisível tudo é por eles permeado. A alguns alcança o seu chamado ou a sua irradiação, o seu encanto. Seguir este chamado significa submeter a nossa essência, a nossa vida, a nossa consciência ao numinoso, nos tornarmos a sua ou o seu servente, sua ou seu sacerdote, seu representante neste mundo. Esta força divina quer ser estudada, percebida, cultivada. Mesmo se não entendida por completo, ela procura um campo de pouso honroso e forte. Ela deseja ser vivida com intensidade.
 
Um assentamento de Orixá é uma cerimônia importante, uma ocasião elevada. Uma aceitação de uma ligação ampla que não permite arbitrariedade nem reticência. É a concordância em uma ligação com uma instância espiritual que a partir de então vai acompanhar a nossa vida e nossas ações com toda a consciência. Ela requer que irradiemos a bênção da força que recebemos e que nos acompanha, ou que façamos o possível para que isto aconteça.
 
A devoção a um mistério é um processo, não é um ato, é uma condição, não é um estado. É um profundo inspirar dessa força de criação divina e exige de nós que passemos este sopro delicadamente adiante. O Terreiro Terra Sagrada recebe o sopro da bênção de nove orixás: Xangô, Logunede, Oxum, Iemanjá, Tempo e Obaluaiê, Ossaim, Iansã, Oxalá. Que enorme riqueza e que enorme presente é poder estar tão perto da sua manifestação, da sua beleza, da sua singularidade e do seu tão forte efeito.